Ops, detectamos que seu navegador está com o Javascript desabilitado!
Informamos que nosso website possui recursos que utilizam a tecnologia javascript para que você tenha uma ótima experiência e navegação.

Por favor, ative seu javascript antes de continuar sua navegação.

Mapa do Site

CEDAE Alexandre Eulalio

Fundo

EDGARD CAVALHEIRO

rea de identificao
Cdigo de Referncia BR UNICAMP IEL/CEDAE EC
Ttulo Edgard Cavalheiro
Data Dcadas de 1930 a 1950.
Nvel de Descrio Fundo
Dimenso e Suporte 5,72 metros lineares.
rea de contextualizao
Nome do Produtor CAVALHEIRO, Edgard
Histria Administrativa/Biografia

Edgard Cavalheiro nasce em Esprito Santo do Pinhal (SP), no dia 6 de julho de 1911, filho de Nicolau Cavalheiro e de Rosa Ferriani Cavalheiro.

Em 1925, conclui a quarta srie primria no Grupo Escolar Dr. Almeida Vergueiro, em sua cidade natal. No primeiro semestre de 1927 estuda na Escola de Comrcio Bento Quirino, em Campinas, e no segundo, na Escola de Comrcio lvares Penteado, na capital do Estado, cidade onde passa a residir juntamente com o pai, a me e seis irmos aps a falncia do comrcio da famlia. Abandona o terceiro ano do ginsio e deixa definitivamente de estudar, ao menos como aluno em instituio de ensino regular.

No incio da dcada de 1930, aps trabalhar na So Paulo Railway, Edgard Cavalheiro passa a atuar como funcionrio do Banco do Estado de So Paulo e tem um de seus primeiros escritos publicados, o poema Baile na roa, em A Juventude, de Mogi Guau.

O ano de 1933 marca o incio de um perodo de produo ininterrupta em peridicos, o que faz com que Cavalheiro no fique um s ano sem publicar ao menos um artigo na imprensa nacional.

No final dos anos de 1930, participa da constituio do Grupo da Baruel, um dos espaos de sociabilidade intelectual da cidade de So Paulo, que ensejou o surgimento do jornal literrio Roteiro: quinzenrio de cultura, de curta trajetria. Faziam parte do Grupo da Baruel, principalmente: Edgard Cavalheiro, Mrio da Silva Brito, Jamil Almansur Haddad, Rossine Camargo Guarnieri e Fernando Ges.

No incio dos anos de 1940, Edgard deixa o emprego no Banco do Estado para atuar no campo editorial, na Livraria Martins Editora, em So Paulo. Em 1940, publica seu livro de estreia: a biografia do poeta romntico Fagundes Varela, pela Livraria Martins Editora.

Em 14 de maro de 1942 fundada a Sociedade dos Escritores Brasileiros (SBE), e Edgard Cavalheiro compe a Comisso de Distribuio de Livros e Controle de Vendas, da primeira diretoria da entidade. No mesmo ano, a Sociedade torna-se Associao Brasileira de Escritores (ABDE). Como integrante da Comisso de Direitos Autorais, em janeiro de 1945, Cavalheiro participa do 1 Congresso Brasileiro de Escritores.

Em 1943, passa a ocupar o cargo de gerente comercial da Livraria do Globo, do Rio Grande do Sul, na filial da capital paulista.

Em 1946, participa da fundao da Cmara Brasileira do Livro (CBL); em 1950 torna-se diretor e assume a presidncia da entidade para o binio 1955-1957. Durante sua gesto, ocorrem as discusses para a criao do prmio literrio Jabuti, realizado a partir de 1959.

Na metade dos anos de 1950, desliga-se da Livraria do Globo, auxilia na criao da editora Cultrix e funda sua prpria editora na capital de So Paulo, a Companhia Distribuidora de Livros (CODIL), que dirige at sua morte.

Publica entre outros, as obras Fagundes Varela (1940), Testamento de uma Gerao (1944), Biografias e Bigrafos, Garcia Lorca, Evoluo do conto brasileiro (1952) e sua obra mais conhecida: Monteiro Lobato - Vida e Obra lanada em dois volumes em 1955. Sua obra escrita compreende oito livros de autoria prpria, a participao em 51 obras de autoria coletiva, quatro tradues e cerca de 930 artigos em peridicos nacionais.

Falece em So Paulo no dia 30 de junho de 1958.

Fontes de pesquisa:

https://teses.usp.br/teses/disponiveis/31/31131/tde-30012013-215356/pt-br.php

https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-16032018-104446/pt-br.php

Procedncia A doao, intermediada por seu bigrafo, Slvio Tamaso DOnofrio, foi realizada pelos herdeiros de Edgar Cavalheiro em 2017.
rea de contedo e estrutura
mbito e Contedo O conjunto documental constitudo por manuscritos com anotaes do titular, sendo alguns inditos; por cartas trocadas com familiares e com escritores onde destacam os correspondentes Monteiro Lobato e Waldomiro Silveira; por livros de autoria de Edgar Cavalheiro, contemplando tambm traduzidos pelo titular, alm daqueles de autores nacionais cujas publicaes datam das dcadas de 40 e 50 do sculo XX, contendo algumas obras raras; alm de Cadernos da Companhia do Petrleo do Brasil que pertenceram a Monteiro Lobato e diversos Cadernos Manuscritos de EC e Cadernos de Recortes de jornais sobre artes, especialmente literatura e msica.
Sistema de Arranjo No organizado.
rea de condies de acesso e uso
Condies de Acesso Consulta livre.
Condies Reproduo Consulte as normas gerais de reproduo de documentos do CEDAE.
Idioma do Material Portugus.
Instrumento de Pesquisa Listagem do fundo.
rea de fontes relacionadas
Unidades de Descrio relacionadas CEDAE: Fundo Monteiro Lobato e Coleo de Documentos Avulsos.
Notas Descrio na ISAD (G) elaborada por Patrcia Saad.
Copyright © 2013-2022 - CEDAE - Todos os Direitos Reservados.